Posts belonging to Category Cardápios



Cardápio: Jantar Formal

Dicas

  1. Damascos, pistaches, amêndoas, nozes, patês e canapés.
  2. Sopas elaboradas e cremosas servidas com torradas ou croûtons.
  3. Saladas elaboradas podem ser servidas como entrada nos dias mais quentes.
  4. Suflês, folhados, frutos do mar, saladas mornas, etc.
  5. Pescados, carnes, aves, massas em geral, risotos, etc. Escolha as guarnições de acordo com o prato principal.
  6. Crepes, bavaroises, pavês e terrines, sorvetes enformados, tortas, etc.
  7. Frutas da estação e queijos de primeira linha.
  8. Petit-fours, chocolatinhos, trufas de chocolate, etc.
  9. Café, chás e digestivos.

Cardápio: Jantar Informal

Dicas

  1. Petiscos em geral, castanhas, amendoins, patês, etc.
  2. Sopas, cremes e caldos nos dias mais frios.
  3. Saladas nos dias mais quentes.
  4. Carnes, aves, pescados, tortas, paquecas ou massas, etc.
  5. Compotas, tortas, pudins, etc.
  6. Café e chás.

Cardápio: Almoço Formal

Dicas

  1. Canapés, patês, queijos, embutidos fatiados, nozes em geral, etc.
  2. Terrines, musses salgadas, saladas compostas, consomê (no inverno), etc.
  3. Massas em geral, risotos, crepes, quiches, etc.
  4. Carnes em geral, peixes e frutos do mar, assados, etc., com acompanhamentos adequados ao prato.
  5. Crepes, flans, charlotes, pavêsm frutas flambadas, etc.
  6. Petit-fours, chocolatinhos, trufas de chocolate, etc.
  7. Café e chás.

Cardápio: Almoço Informal

Dicas

  1. Petiscos em geral, embutidos fatiados, queijos, azeitonas, castanhas, etc.
  2. Saladas em geral, musses, galantines, carpaccio, etc.
  3. Carnes e aves em geral, peixes e frutos do mar, massas, risotos e tortas. Os acompanhamentos e as guarnições devem ser escolhidos conforme o prato.
  4. Pudins, flans, musses, sorvetes, tortas, compotas, gelatinas, etc.
  5. Frutas da estação descascadas e cortadas.
  6. Café e chás.

Dicas: Cardápios

Cardápio A escolha do cardápio deve ser feita levando em conta vários fatores. O número de pessoas que irão fazer a refeição, preferências individuais, capacidade técnica para a execução das receitas e disponibilidade de ingredientes são pontos fundamentais. Não é necessário que o cardápio seja complexo e sofisticado. Pelo contrário, quanto mais simples e variado, maiores as chances de sucesso. O importante é ter sempre como maior preocupação a qualidade dos ingredientes e o esmero em preparar as receitas.

Entre comer e saber comer existe uma grande diferença. É erro supor que a escolha, a confecção e o arranjo dos pratos, na constituição do almoço ou jantar, possam ser feiros arbitrariamente, sem levar em conta as condições e as necessidades orgânicas. Além de sua parte estética, a refeição deve ser balanceada, oferecendo proteínas, carboidratos e vitaminas. Portanto, os cardápios devem unir o útil ao afeadável, ou seja, sabor, aroma, apresentação e qualidade nutricional.

Essa semana vou colocar sugestões de cardápios, que podem compor a base de algumas refeições. Você pode alterar e modificar as escolhas, não existe regra fixa. :-)

Cardápios Contemporâneos

Para o dia-a-dia, procure servir receitas simples com ingredientes frescos, frutas, legumes, verduras e grãos, que são importantes fontes de nutrientes. Não exagere no consumo de carnes e varie sempre a carne a ser servida.

Ofereça peixes e frutos do mar pelo menos uma vez por semana. No Brasil, o arroz e o feijão são quase obrigatórios nas mesas, porém faça variações com os tipos de feijão e substitua-o algumas vezes por lentilha, grã-de-bico ou ervilha.

Para refeições mais elaboradas e formais, pode-se seguir a ordem: entrada quente ou fria; primeiro prato, normalmente massa ou risoto; prato principal à base de carne, ave ou pescado, servido com guarnições e acompanhamentos; sobremesas e frutas.

Dicas para compor cardápios

  1. Opte sempre por receitas que utilizem ingredientes da estação. Assim você garante a qualidade dos produtos.
  2. Escolha receitas que sejam viáveis de serem preparadas no tempo que você tem disponível e com o equipamento que você possui.
  3. Evite ser repetitiva(o) na utilização dos ingredientes. Por exemplo, se utilizar tomates na salada, não sirva massa com molho de tomates nem tomates assados como acompanhamentos. Se for servir um prato à base de creme de leite, como o estrogonofe, evite servir creme chantily na sobremesa, e assim por diante.
  4. Escolha a sequência dos pratos respeitando a intensidade dos sabores de cada receita, pois se servir um prato muito forte no início da refeição, os pratos seguintes não serão valorizados.
  5. Certifique-se de que os convidados não possuem restrições alimentares ou alergias. Nada pior do que servir algo de que as pessoas não gostem e que, por educação, se sentem obrigadas a comer.